CURSO DE ALARMES, CERCAS ELÉTRICAS E BARREIRAS ELETRÔNICAS

CURSO DE ALARMES, CERCAS ELÉTRICAS E BARREIRAS ELETRÔNICAS

Artigos

A segurança em instalações elétricas

Os especialistas dizem que a eletricidade é silenciosa, invisível e inodora, mas apresenta um grande potencial de acidentes e, infelizmente, conforme demonstram as estatísticas, o acidente elétrico quase sempre deixa grandes seqüelas e pode causar até a morte. Basicamente, o resultado da falta de prevenção envolvendo eletricidade resulta na exposição aos dois agentes físicos de risco: choque e arco elétrico.
Assim, o não-atendimento da legislação pode levar ao pagamento de pesadas multas, além de responsabilizar civil e criminalmente as empresas e seus líderes em caso de acidentes. A norma divide as responsabilidades para os contratantes e seus contratados.
Ela cria o Prontuário das Instalações Elétricas, que deve conter tanto os documentos relativos à instalação elétrica, quanto os relacionados aos trabalhos realizados nas instalações, deve ser organizado pela empresa e permanecer à disposição dos trabalhadores envolvidos nas instalações e serviços em eletricidade. Também institui o Relatório das Inspeções da Conformidade das Instalações, ao determinar que deve ser realizada uma auditoria na documentação e inspeção nas instalações elétricas da empresa.
A partir dessa auditoria e dessa inspeção, elabora-se um relatório determinando todas as não conformidades encontradas e um cronograma de correção das não conformidades do próprio prontuário, bem como das instalações. Reforça, para os locais de trabalho, a obrigatoriedade de prescrições de segurança contidas em outras normas da área elétrica, além de instituir medidas e procedimentos de proteção, criando mecanismos capazes de garantir a adequação das instalações às suas determinações e a manutenção dessas condições ao longo do tempo. Em seu item 10.1.2, pede que seja observada a normas técnicas oficiais estabelecidas pelos órgãos competentes (no Brasil é ABNT) e na sua falta as normas internacionais.